FAQs – Perguntas Frequentes

1. Porque é que não existe nenhum indicador depois do medidor estar ligado?
Razões Possíveis

A alimentação auxiliar não está ligada.

Soluções
a. Pegue num multímetro e verifique se existe voltagem suficiente nos terminais ( 1 e 2 ) na entrada de alimentação auxiliar.
b. Verifique as ligações dos terminais da fonte de alimentação auxiliar.

2. Porque razão o medidor cintila de um forma anormal depois de ligada a alimentação?
Razões Possíveis

A voltagem de alimentação está fora dos valores aceitáveis.

Soluções
a. Desligue a alimentação auxiliar.
b. Verifique se a alimentação auxiliar não ultrapassa os valores definidos para o medidor.
c. Verifique se o valor de entrada não é 120% superior a alimentação nominal.
d. Verifique se a temperatura ambiente não ultrapassa os valores definidos.
e. Volte a ligar a alimentação auxiliar.

3. Porque é que o medidor só dá caracteres esquisitos depois de ligado?
Razões Possíveis

O medidor está a sofrer uma forte interferência.

Soluções
Desligue a alimentação auxiliar e volte a liga-la.

4. Porque é que a informação mostrada não é precisa?
Razões Possíveis

a. A relação de transformação não é a correcta.
b. Os parâmetros não coincidem.

Soluções
a. Verifique se a relação de transformação do medidor está de acordo com os valores correspondentes de PT ou CT.
b. Verifique se os valores registados de voltagem e potência estão de acordo.

5. O que acontece se o medidor não responder ao sinal?
Razões Possíveis

Possivelmente o sinal não é transferido para o medidor.

Soluções
a. Verifique se existe sinal entre os terminais de ligação.
b. Verifique se as ligações dos terminais estão fixas.

6. Porque existe uma perda de fase no medidor trifásico?
Razões Possíveis

a. O sinal não é transmitido para o medidor.
b. As definições não coincidem.

Soluções
a. Teste os terminais dos cabos de forma a verificar se existe sinal e se a ligações estão correctas.
b. Ligue o medidor a um cabo que esteja a funcionar actualmente a entrada de fase que não está a funcionar, de forma a perceber se o problema é do medidor ou se é do circuito externo.
c. Confirme a compatibilidade entre o modo de cablagem e o modo do medidor.

7. Parece que os cálculos de electricidade não são precisos, porquê?
Razões Possíveis

a. A relação de transformação está errada.
b. Existe um problema entre a sequência de fases na corrente ou na voltagem.

Soluções
a. Verifique se a relação de transformação do medidor coincidem com o valor de PT ou CT.
b. Verifique se a sequência de fases da voltagem ou da corrente estão correctas.
c. Para um medidor com a função de medição de potência, utilize a função para verificar se existe um sinal negativo em alguma das fases. O sinal negativo indica que os cabos de entrada e de saída da fase correspondente estão invertidos.

8. Alguma sugestão quando a saída analógica não é precisa?
Razões Possíveis

Talvez a escala de medição ou o item correspondente na saída analógica não está correcta.

Soluções
a. Verifique as escalas de medição superior e inferior da saída analógica.
b. Verifique e valide os parâmetros eléctricos relevantes, tais como U, I, P, Q, etc.
c. Verifique o equipamento de teste em condições normais.
d. Se se aplicar PLC, identifique o cabo analógico de entrada PLC.

9. Quais são as medições recomendadas se existirem valores de comunicações anormais?
Geralmente existem 3 tipos de comunicações anormais, sendo que para cada uma delas existe um tipo de solução.

O primeiro tipo é a ausência de informação de retorno por parte do medidor. Quando este fenómeno ocorre, por favor verifique as definições de comunicação do medidor com o cliente, incluindo o endereço de escravo, taxa de transmissão, tipo de verificação e outros campos. Se este problema ocorrer em mais do que um medidor, verifique se o canal de transmissão ainda continua em bom estado e se o conversor RS485 está em perfeitas condições e em funcionamento. Se o problema for identificado em apenas alguns medidores, é necessário identificar os cabos de comunicação e neste cenário poderão existir duas hipóteses. A primeira é alterar o endereço de escravo de medidores que funcionam pelos que não funcionam, de forma a perceber se o problema é do software cliente. A segunda hipótese é alterar as posições de instalação desses medidores para verificar se o problema é dos medidores.

O segundo tipo é o medidor enviar informação, mas os dados que chegam não são correctos. Tal como sabemos, os dados de comunicação dividem-se em duas categorias, informação primária ( do tipo float) e informação secundária ( do tipo int/long). Os nossos clientes deverão ler as descrições acerca do registo de informação e seu transporte e formatar a mesma correctamente, ao mesmo tempo que necessitam de garantir que a sua conversão necessita de ser confirmada. O software ModScan32 responde as requisitos do standard do protocolo Modbus-RTU, e pode ser utilizado para detectar os blocos de comunicação transmitida. Os dados capturados para testes, irão revelar o integer, floating point, valor hexadecimal e outros dados, podendo utilizar estes valores para fazer uma comparação entre os dados enviados e a informação mostrada no medidor.

O terceiro tipo, é a informação de estado do sinalizador de comunicação. Durante os testes de comunicação, o sinalizador de comunicação irá piscar caso o medidor esteja a obter dados.

10. Depois de ligada a electricidade, o indicador de indicação de funcionamento do controlador de protecção de motores fica permanentemente ligado, mas o modulo de visualização continua com um funcionamento fora do normal. Qual será o motivo?
Razões Possíveis

a. A ligação DB9 utilizada para interligar o módulo principal e o módulo de visualização pode ter ou estar com maus contactos.
b. A linha DB9 está quebrada depois de ter sido torcida.

Soluções
a. Desligue a electricidade, e aperte correctamente a linha DB9.
b. Substitua a linha DB9 se estiver danificada.

11. Quando não existe carga no loop de controlo, o atuador não actua como é suposto, o que se pode estar a passar?
Supondo que o controlo de análise não tem carga, quando o controlador recebe o comando de arranque dos botões via módulo de visualização ou através do terminal DI, o atuador fica electrificado e fechado durante dois segundo e depois é libertado, indicando que pode manter o estado de fechado. Ao mesmo tempo, o modulo de visualização irá indicar na barra de estado a indicação de "start" por apenas 2 segundos, e regressa a indicação de "ready to start". Ao mesmo tempo o relé irá também ele ter um funcionamento fora do normal.

Razões Possíveis
Para todos os outros modos a excepção do modo de protecção, o controlador verifica se o processo de arranque tem um procedimento normal, analisando o loop principal de corrente. Depois do comando de arranque ser recebido, o relé principal, responsável pelo loop do atuador, é fechado, e o atuador irá ser electrificado e fechado. Passados 2 segundos, se a loop de corrente principal não for superior a 10% da corrente nominal, irá ser tomada a conclusão de que o motor não arrancou e o relé irá ser desligado, libertando o atuador.

Soluções
a. Dentro do modo de teste de analise sem carga, entre no parâmetro de definições, pressionando " controller parameter setting" - "run mode" e altere de "run"para "test". Depois desta operação, o controlador não irá monitorizar o loop principal de corrente, e todas a funções de protecção encontram-se desactivadas, mas o controlo lógico continua a funcionar normalmente. Deste modo, o loop de controlo sem carga pode ser detectado. Depois de efectuada a análise, seleccione novamente a função, e altere de "test"para"run".
b. Um solução alternativa é proceder a calibração em carga.

12. O motor arranca e pára normalmente, mas os dados medidos estão errados. Será que o controlador de protecção do motor pode estar a responder mal ou não actuar de todo. Qual pode ser o problema?
Existe informação no modo de "run" no módulo de visualização, mas é mal interpretada. Por exemplo, ambas as três fases apresentam uma corrente de 0% ou uma das fases apresenta um valor de 0% enquanto as restantes estão correctas, ou ambas as três fases não estão a 0% mas variam muito dos valores. Poderá existir uma problema com a alimentação ou com o factor de potência, mesmo que a voltagem ou a corrente estejam correctas.

Razões Possíveis
a. O transformador do controlador têm uma ficha, e possivelmente existe algum problema com a ligação entre a ficha e o controlador.
b. A corrente nominal ou a relação de transformação de CT não está propriamente configurada.
c. A corrente do controlador não é igual á do circuito do motor.
d. A sequência das fases da voltagem ou da corrente não estão bem configuradas.

Soluções
a. Verifique a ligação entre o transformador e o controlador.
b. Defina correctamente a corrente nominal do motor assim como a relação de transformação de CT se for aplicado um transformador externo.
c. Verifique a sequência de fases da voltagem e da corrente.